5 de jul de 2016

Resenha | Ligeiramente Casados - Mary Balogh

Sinopse: À beira da morte, o capitão Percival Morris fez um último pedido a seu oficial superior: que ele levasse a notícia de seu falecimento a sua irmã e que a protegesse Custe o que custar!. Quando o honrado coronel lorde Aidan Bedwyn chega ao Solar Ringwood para cumprir sua promessa, encontra uma propriedade próspera, administrada por Eve, uma jovem generosa e independente que não quer a proteção de homem nenhum. Porém Aidan descobre que, por causa da morte prematura do irmão, Eve perderá sua fortuna e será despejada, junto com todas as pessoas que dependem dela... a menos que cumpra uma condição deixada no testamento do pai: casar-se antes do primeiro aniversário da morte dele o que acontecerá em quatro dias. Fiel à sua promessa, o lorde propõe um casamento de conveniência para que a jovem mantenha sua herança. 
 Titulo Original :Slightly married
 Autor (a): Mary Balogh
  Editora : Arqueiro 💕 Cortesia!
  Páginas : 288 |  Comprar
  Gênero: Romance de Época
  Nota | 💛💛💛💛😍 Maravilhoso

 Ligeiramente Casados é o primeiro livro de uma série de seis livros, onde Mary Balogh nos faz viajar para uma realidade em uma época muito distante da nossa, onde conhecemos o Coronel Lorde Aidan que foi encarregado de transmitir a informação da morte do capitão Percival Morris e assim como prometido de cuidar, custe o que custar, de sua irmã. A promessa tinha sido feita em seu leito de morte, e como devia uma imensa gratidão pelo Senhor Morris, ele tira dois meses de licença do seu posto de combate e parte em direção para entregar a noticia a para Eve Morris.

Ao receber a noticia da morte precoce do irmão, Eve sofre por sua perda e fica assustada com o que acontecerá a ela e todos que ela mantém sob sua proteção, já que por ainda não ter se casado ela perderá toda a fortuna da família, Aidan com a obrigação de cuidar da jovem - custe o que custar - propõe a Eve um casamento de aparências que não deixe ela desamparada para o resto da vida. Logo sabemos que o plano não irá funcionar.
Eve Morris é uma mulher além de muito sabia, muito bondosa que abriga como filhos dois órfãos, além de empregar sempre pessoas que os demais moradores não empregariam. Por essas pessoas que é como se fosse família para ela, que ela aceita o pedido do coronel Aidan. O plano era fácil: eles se casariam, comemorariam com a família e Aidan partiria para sempre da vida de Eve. Só que o Duque de Bewcastle, irmão mais velho de Aidan descobre que ele se casou, e vai pessoalmente buscar Eve para que ela se apresente a rainha, com isso eles acabam passando mais tempo juntos do que o combinado.

O ponto alto do livro realmente é o romance entre Eve e Aidan e como a escritora nos junta pessoas de classes diferentes e cria uma aproximação imediata entre eles desde o primeiro momento, Eve é fantástica com um coração enorme e Aidan é um homem muito honrado que vai descobrindo seus sentimentos ao decorrer do livro. A escritora acaba narrando uma porção de sentimentos reais e intensos que da para sentir durante a leitura, trata-se de um romance tradicional com os costumes da época, mas é maravilhosamente envolvente e rápido.
 "Existe algo infinitamente melhor do que felizes para sempre. Há a felicidade. Que é algo vivo, dinâmico e tem que ser cuidada a cada momento pelo resto de nossas vidas. É uma perspectiva muito mais empolgante do que a ideia tola e estática de um felizes para sempre. Não concorda?"
1- Ligeiramente Casados
2- Ligeiramente Maliciosos

Para os apaixonados por romance de época como eu não pode perder essa série!! 

2 comentários:

  1. Ahhh eu adoro os romances da Mary! Meu preferido é Ligeiramente maliciosos, mas o Casados tb é ótimo, Eve é uma personagem super generosa!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  2. Parece ser um ótimo livro, fiquei com vontade de ler.

    Blog Marcy Moraes

    ResponderExcluir

Olá aqui é Bruna (Bubu)
Obrigada por deixar sua opinião , ela é sempre muito importante e será lida assim que puder .

- É proibido qualquer tipo de ofensa e palavras de baixo calão.
- Aceitamos criticas construtivas
Obrigada!